Bom dia - Itabira, terça, 21 de janeiro de 2020


Viver
Prefeitura de Itabira

Programa de Demissão Voluntária na Itaurb

Até o fim de janeiro - Publicado: 14/01/2020 às 08:57:41

Foi aberto dia nove, e vai até 31 de janeiro de 2020, o PVD (Programa de Demissão Voluntária) na Itaurb (Empresa de Desenvolvimento de Itabira). A mesma oferta de desligamento ocorreu em 2019, mas com pequena adesão. Segundo a diretoria da empresa-pública não há estimativa de quantos colaboradores podem aderir, mas não deve causar impacto considerável nas atividades desenvolvidas.

“Estamos iniciando esse processo, que surgiu pela demanda dos próprios funcionários. Alguns nos procuraram, pelo fato de estarem já aposentados ou com tempo de contribuição necessária para solicitar o benefício; alguns já são empreendedores em outras áreas. Pediram que a Itaurb os demitisse, o que não tem como. Retornamos com o PDV que oferece vantagens com a remuneração melhor do acerto na hora do desligamento,” relatou Sérgio Amaral (foto), diretor-presidente.

Entre os benefícios do programa, será de zero seis décimos da remuneração mensal do colaborador, por ano de serviço prestado, ou uma fração de 180 dias, considerando a data do desligamento como referência da remuneração, conforme regulamento do edital publicado. O pagamento será quitado em parcela única, sem incidência do imposto de renda, e recolhimento de contribuição do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), por se tratar de verba indenizatória.

“O PDV é um incentivo muito grande, principalmente para aqueles que mantêm atividades econômicas no período em que não estão a serviço da Itaurb. O sistema foi criado para valorizar os funcionários depois de anos colaborando com a empresa pública, por 25 a 30 anos,” explicou o gestor da Itaurb.

Não haverá demissões

Sérgio Amaral revelou que após a conclusão do PDV, não haverá qualquer demissão no quadro de funcionários. “Não vamos demitir. Não haverá demissões mais por parte da empresa-pública. Agora temos que acompanhar o crescimento da cidade. São vários investimentos chegando a Itabira. Assim manteremos nossos colaboradores depois do PVD,” disse o diretor-presidente.

A direção acredita que serão impactos administráveis nos serviços prestados pela Itaurb. “Praticamente em todas as áreas, temos de duas a quatro pessoas em condições de aderir: varrição, vigilância, coletores, e até na administrativa, mas sem reflexos severos. Se for necessário faremos remanejamento, mas nada que prejudique os serviços oferecidos,” concluiu Sérgio Amaral.

Contato

Para informações, dúvidas e outros

Contatos

contato@euclideseder.com.br
Twitter: @euclideseder