Boa noite - Itabira, sexta, 05 de junho de 2020


Viver
Câmara Itabira

Projeto de duplicação das rodovias de Itabira terá start nos próximos dias

Construção dos trevos começa ainda em janeiro - Publicado: 14/01/2020 às 13:00:07

As obras de construção de dois trevos na rodovia MG 129, no parque do Itabiruçu e na linha de intercessão com o bairro João XXIII, acesso ao campus Itabira da Unifei (Universidade Federal de Itajubá) e ao Distrito Industrial, custará aproximadamente R$ 5,2 milhões de reais. As intervenções terão início no mais tardar na segunda quinzena de janeiro de 2020, garantiu o secretário municipal de obras, transportes e trânsito, Ronaldo Lott.

“Ano passado o prefeito Ronaldo Magalhães celebrou convênio com o DEER (Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais) assumindo a execução desses dois trevos. São pontos importantes da cidade e local de muitos acidentes. Cidades até menores de Itabira têm um acesso melhor, e o Estado através do Secretário Fabrício Sampaio, mostrou a dificuldade financeira que Minas Gerais atravessa, assim a parceria foi feita. A licitação foi realizada e já temos uma empresa vencedora”, explicou.

O projeto executivo dos trevos estava pronto, agilizando o start das obras. Para a ampliação de faixas, chamada de duplicação de duas rodovias estaduais de acesso a Itabira, as MGs 434 e 129, ainda não tem data prevista para começar, porque o projeto executivo que norteia os gastos ainda entrará na fase de elaboração. Segundo especialistas, o valor total pode chegar a R$ 60 milhões. O que inviabilizaria apenas um responsável, no caso, a Prefeitura de Itabira.

Ronaldo Lott acredita que celebrar convênios com cidades beneficiadas com a ampliação de faixas, e até empresas, através de PPP (Parceria Público Privada) pode desonerar o valor para o município. “Temos que pensar Itabira, para frente, interligada ao mundo. A logística é a principal ferramenta de desenvolvimento de uma cidade. Temos que trazer esse desenvolvimento pra cá, através de pessoas, instituições e empresas. No Brasil a logística é predominantemente rodoviária”, disse o titular da secretaria.

Com as chamadas “multifaixas”, e a esperada duplicação da BR 381 em um prazo de quatro anos, o tempo de viagem entre Itabira e a capital, pode ser reduzido em praticamente a um terço do atual. “As duas faixas em ambos os sentidos, vai agilizar a viagem. A próxima etapa e a talvez mais importante será após o conclusão do projeto executivo, capitar os investimentos necessários. Não é pouco, um recurso elevado, por isso as cidades vizinhas, governo do Estado e até empresas podem contribuir,” destacou Lott.

Contato

Para informações, dúvidas e outros

Contatos

contato@euclideseder.com.br
Twitter: @euclideseder