Boa tarde - Itabira, sexta, 14 de agosto de 2020


Mais Saude
Vale

Pitágoras responde a estudantes sobre mensalidades

Faculdade se nega a flexibilizar valores - Publicado: 25/06/2020 às 16:51:49

O material foi direcionado ao coletivo de estudantes da Faculdade Pitágoras unidade Itabira, dia 24 de junho. Essa resposta atendeu ao ofício inicial encaminhado quatro dias antes para a instituição. O comunicado foi feito pela Editora e Distribuidora Educacional S/A, mantenedora da escola superior. O documento tem a identificação de Ubiratan de Castro Natali, intitulado diretor do empreendimento educacional.

Os alunos solicitaram a redução das mensalidades de forma retroativa no percentual de 40%, congelamento dos juros referentes a pagamentos em atraso, inclusive o financiamento estudantil próprio, e o não reajuste das mensalidades na rematrícula, além da suspensão de mensalidades de estudantes desempregados, impactados pela pandemia da covid-19.

A escola se negou em atender as reivindicações. Explicando que também teve prejuízo com a disseminação do vírus. Manteve o trabalho em consonância com o Ministério da Educação, para garantir a manutenção e qualidade da prestação de serviços, bem como suporte aos alunos, sem quaisquer prejuízos ao currículo e calendário escolar.

“Foi empreendido grande esforço para minimizar os efeitos da crise na rotina de alunos, professores e colaboradores, investindo para que as mesmas aulas que eram ministradas presencialmente pelo seu corpo docente, pudessem ser transmitidas no ambiente virtual, sem prejuízo ao programa e conteúdo das disciplinas," cita o comunicado.

O ofício ressalta a responsabilidade da empresa no pagamento do seu quadro de professores, considerado maior parte dos custos, além da manutenção dos postos de trabalho dos demais funcionários e a infraestrutura. A escola se baseia em norma técnica que prevê adequações em situação de força maior, mas indicando o entendimento harmonioso entre as partes.

A Pitágoras pretende oferecer as aulas presenciais em período posterior, com a consequente modificação do calendário de aulas e férias escolares, ou ainda oferecer aulas à distância. Nos dois casos, fica evidente que segundo os gestores da escola, não é cabível a redução de valor das mensalidades, nem a postergação de seu pagamento.

Contato

Para informações, dúvidas e outros

Contatos

contato@euclideseder.com.br
Twitter: @euclideseder